COMUNICADO DO REINO DE JUNA BOMY


Informamos que devido ao aumento de casos de COVID-19 em Santa Catarina não estamos realizando eventos coletivos no Reino de Juna Bomy.
Os rituais de Entrega do Ano, que acontecem em dezembro ESTÃO CONFIRMADOS.
Em virtude de ordem espiritual as homenagens do dia 4 dezembro pra Yansã e dia 08 dezembro pra Oxum serão realizadas com.os devidos cuidados necessários pra sua realização.
ACOMPANHEM AS DATAS AQUI
Pedimos que acompanhem nossas redes sociais @reinodejunabomy e o site www.mestremarne.com.br para se manterem atualizados sobre qualquer novidade.
Agradecemos a compreensão de todos!
Att. Mestre Marne.

Orixás

Yemanjá

Mãe de todas as Mães
Sincretismo: NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES
Dia da Semana: SEXTA-FEIRA
Cor: AZUL CLARO (Celeste)
Regente da Água Salgada, Senhora dos Mares, Símbolo da Fertilidade
Saudação: “Ômio”- “Odôcy-Ába” - “Odô-Yá”.

Na Umbanda e hoje em algumas Casas de Candomblé, é único Orixá que tem sua imagem própria nos Altares, dispensando o sincretismo como acontece com os demais Orixás: Uma bela Mulher, saindo das águas do Mar, com vestimenta em Azul Claro, com o Colo Nu, espargindo estrelas de ambas as mãos. Na África e em Cuba, ela é representada nas imagens com o aspecto de uma matrona, de seios volumosos, símbolo de maternidade fecunda. As filhas de Yemanjá são férteis, caso encontrar alguma mulher que possue esta numerologia e não tiver filhos, pode ter certeza de que não é clinico seu problema. As filhas de Yemanjá Kayala (numerologia 27) e as filhas de Yemanjá Ogunté ou Okunté (numerologia 29), tem dificuldades de engravidar, porém terão no mínimo um filho e jamais conseguirão passar de dois. As filhas de Yemanjá Ogunté e Kayala, carregam consigo as características de seus Santos. São rancorosas, severas e violentas, confundido-se muitas vezes com filhas de Yansã. Mesmo sabendo que na realidade o ORIXÁ YEMANJÁ é um só, porém suas irradiações, virtudes e defeitos, dividem-se em sete (7). Por exemplo: As filhas de Yemanjá Sobah ou Asaba, tem o olhar insustentável. São altivas e escutam apenas virando-se de costas ou inclinando-se ligeiramente de perfil, são perigosas e voluntariosas. As filhas de Yemanjá Marabô ou Maylewo, são tímidas e reservadas. Filhas de Yemanjá JANAÍNA (as que mais se manifestam nos terreiros de Umbanda), geralmente são altas, bonitas, morenas, lábios grossos. São gentis e compassivas, perdoam facilmente as ofensas que lhes dirigem. Extremamentes apegadas a casa, marido e filhos. Honesta, esposa ideal se casada com filho de Oxalá. Tem hábitos simples, respeito as tradições e extremamente pontual. Dotada de um coração humanitário, torce e ajuda aos sucessos de outros. Não é dada a experiências sexuais antes do casamento. Muito vaidosa com os cabelos. Repetimos que as filhas de Janaína são as únicas de estatura média para alta. As demais são medianas para baixa. A maioria são mulheres bonitas, de pouca estatura, com os olhos e lábios bem marcantes. As diversas denominações de Yemanjá são: Ogunté, Kayala, Sobah, Janaína, Mãe Dandá, Dandalunda, Marabô, Mukunã, Inaê e Kaja. RAINHA DO MAR é a denominação mais tradicional, nos meios Umbandistas.
Na mitologia , Yemoja, ou Yemanjá seria filha de Olóòkun ou Olokun, que é o mesmo que Deus ou Deusa do Mar, o que tornou Yemanjá em Senhora dos Mares.
Na mistura da mitologia, aparece a da Sereia Européia com seu canto mágico, a Lorelai, loura de olhos azuis, metade peixe, metade mulher e o seu canto fatal, quem lhe ouvir cantar “vai com ela pro fundo do mar”
Além dessas características já registradas, não poderíamos deixar de transcrever a descrição do arquétipo das filhas de Yemanjá feita por Lydia Cabrera, que com exceção da parte grifada em negrito, na qual temos nossas dúvidas, achamos por bem e até para conhecimento de nossos leitores que não tiveram acesso a grande obra desta nobre e conceituada escritora: “As filhas de Yemanjá são voluntariosas, fortes, rigorosas, protetoras, altivas e algumas vezes, impetuosas e arrogantes; tem sentido da hierarquia, fazem-se respeitar e são justas mas formais; põem à prova as amizades que lhe são devotadas, custam muito a perdoar uma ofensa e, se perdoam não a esquecem jamais. Preocupam-se com os outros, são maternais e sérias. Sem possuírem a vaidade de Oxum, gostam do luxo, das fazendas azuis e vistosas, das jóias caras. Elas tem tendência à vida suntuosa mesmo se as possibilidades do cotidiano não lhes permitem um tal fausto”.

Untitled Document

Previsões 2020 - ANO DE OXOSSI E YANSÃ

Vídeo



Video Documentário com a participação de Mestre Marne, a Umbanda e Todos Nós de Slain Franco Rosa ! Clique e assista.



Conheça seu Orixá

Digite sua data de nascimento:

 


Isto é Umbanda por Mestre Marne

Fone 47 3366.4970

e-mail: mestremarne@terra.com.br
Reino de Juna Bomy
Rua Dom Daniel, 200, (esquina C/ Apiuna)
Bairro Vila Real - Balneário Camboriú - SC
Fone +55 47 3361-6833